TRANSLATOR

sexta-feira, 2 de julho de 2010

INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O ENSINO MÉDIO

CNPq lança o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio – PIBIC_EM
Para despertar a vocação científica e incentivar talentos potenciais entre estudantes do ensino médio e profissional, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT) está lançando o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica no Ensino Médio (PIBIC_EM), vigência 2010/2011. São 8.000 bolsas destinadas a fortalecer o processo de disseminação das informações e conhecimentos científicos e tecnológicos básicos, bem como desenvolver as atitudes, habilidades e valores necessários à educação científica e tecnológica dos estudantes do ensino médio.
Podem se inscrever instituições de Ensino e Pesquisa (Universidades), Institutos de Pesquisa e os Institutos Tecnológicos (CEFETs e IFs) que tenham PIBIC ou PIBITI e programa de educação científica ou tecnológica, desenvolvida em parceria com escolas de nível médio, públicas de ensino regular, militares, técnicas e privadas de aplicação. Os pró-reitores de graduação ou de pesquisa e pós-graduação deverão preencher o formulário (clique aqui) e enviá-lo ao CNPq por meio da Plataforma Carlos Chagas (http://efomento.cnpq.br/efomento/), até 15 de julho de 2010.
O PIBIC_EM possui foco na criação de uma cultura científica, já que os estudantes participarão de atividades de educação científica e/ou tecnológica, orientadas por pesquisador qualificado. O valor da bolsa é de R$ 100,00 e o período de vigência é de 12 meses, a partir de 1 de setembro de 2010. O Programa será operacionalizado pelas Instituições para desenvolverem um programa de educação científica que integre os estudantes às atividades do PIBIC e PIBITI da Instituição.
As instituições serão as responsáveis pelas cotas de bolsas de Iniciação Científica e deverão procurar uma escola de ensino médio e estabelecer uma parceria para desenvolver um programa de educação científica e tecnológica com os alunos do nível médio em uma ou mais áreas do conhecimento. As instituições aprovadas deverão abrir um edital para selecionar os projetos e os estudantes que irão participar do Programa. O aluno precisa estar regularmente matriculado no ensino médio ou profissional da escola parceira, estar desvinculado do mercado de trabalho, possuir freqüência igual ou superior a 80% e apresentar histórico escolar.
FONTES:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares

Países que nos acessam desde 26/12/2011

GOSTOU DESSE BLOG? SIM? ENTÃO INDIQUE AOS AMIGOS !

Envie esta página a um amigo!